A iluminação e a arte: Festivais ao redor do mundo

A LEDVANCE embarcou em uma jornada para investigar a história por trás dos incríveis festivais de iluminação que trazem luz e cor às instalações de cidades e vilas, atraindo visitantes de diversas partes do mundo. A jornada nos leva da Alemanha à Suécia, de Singapura à Austrália. Confira abaixo quando ocorrem os principais festivais de iluminação do mundo, que poderá sugerir o próximo destino de suas férias!


Berlim, Alemanha

À medida que as noites ficam mais longas e escuras os festivais de arte iluminam as cidades e vilas em todo o mundo

A jornada se iniciou na capital alemã, onde em outubro, desde 2005, são realizadas projeções de luz em monumentos icônicos e pontos turísticos famosos. O festival traz consigo cores e diferentes padrões, transformando luz em arte. Em 2014, o evento atraiu mais de 2.2 milhões de visitantes e 750 mil reservas de hotéis, resultando em uma movimentação significativa para cidade.

Website oficial: http://festival-of-lights.de/en/


Amsterdã, Holanda

Uma obra de arte emocionante do Amsterdam Light Festival

Seguindo em direção a Holanda é possível ver as instalações pelas ruas sinuosas e pelos canais no coração da cidade. O festival ocorre durante o inverno de Amsterdã. Os visitantes podem fazer um tour de barco ou agasalhar-se bem para um passeio a pé pela cidade. Ao final do evento os organizadores encontram novos destinos para as suas obras de arte, de grande interesse da população local, por se tratar de instalações com até 95% de iluminação LED.

Website oficial: https://www.amsterdamlightfestival.com/en/


Alingsas, Suécia

Mais para o norte, na Suécia, encontramos as instalações das Luzes em Alingsas, próximo dos lagos ao sul do país. Esse festival surgiu em 1999, quando um grupo de estudantes se reuniu na cidade para ressaltar a arquitetura de edifícios públicos. No ano seguinte, o município fez um acordo com a Associação de Lighting Designers Profissionais (PLDA), quando surgiu a primeira edição do evento. Mantido de setembro a novembro, a pequena cidade recebe os principais designers de iluminação e mais de 85 mil visitantes por ano.

Website oficial: http://lightsinalingsas.se/en


Baltimore, EUA

Após atravessar o Atlântico, chegamos em Baltimore para conferir a Cidade da Luz. Na primavera de 2016 surgiu o festival internacional da luz em grande escala nos Estados Unidos.

O primeiro evento ocorreu ao redor do porto da cidade e atraiu mais de 400 mil visitantes. Entre as instalações estavam centenas de esculturas iluminadas que se assemelhavam a uma pequena frota de barcos de papel. O evento trouxe ainda uma grande variedade de comidas e snacks para o deleite dos visitantes.

Website oficial: http://lightcity.org/


Medellín, Colômbia

Na América do Sul nos encontramos na Colômbia para as Luzes de Natal de Medellín. Conhecido como El Alumbrado, é uma das decorações de natal mais caras do mundo. Olhando as imagens é possível perceber o motivo. Em 2015 foram instaladas 40 mil decorações, compostas por 900 quilômetros de um cordão de luz composto por 31 milhões de lâmpadas LED. Em 2012, a National Geographic listou Medellín como um dos 10 melhores lugares para se apreciar a decoração de Natal.


Kobe, Japão

Indo para Ásia, paramos primeiro no Japão para a Kobe Luminarie. Este festival foi lançado em dezembro de 1995, para comemorar o Grande Sismo de Hanshin, um dos terremotos mais devastadores da história do Japão. Depois do terremoto, Kobe ficou sem iluminação, então o festival foi mantido para dar esperança às pessoas. Originalmente, era para ser um evento único, mas a demanda foi tão grande que passou a ser realizado várias vezes ao ano. Hoje se tornou um símbolo da recuperação da cidade. O nome italiano e o estilo do festival refletem o fato que de a luz foi doada pelo governo italiano, e um dos designers é italiano.


Harbin, China

Festival de Gelo de Harbin na China, o maior festival de gelo do mundo

O festival de gelo de Harbin, na China, é o maior festival de gelo do mundo. Acontece durante os meses de janeiro e fevereiro. Similar ao festival de Berlim, o evento apresenta estruturas iluminadas por luzes coloridas. A única diferença é que as estruturas são feitas de gelo! No inverno a cidade se torna o lar do Festival Internacional de Neve e Gelo. As estruturas e esculturas permanecem em perfeito estado por quatro semanas, graças a temperaturas abaixo de zero do norte da China. Toda tarde, luzes multicoloridas dão um toque de cor à paisagem branca e sombria.

Website oficial: http://www.icefestivalharbin.com/


Singapura

Uma parada em Singapura para o Festival I Light Marina Bay. Conhecido como o principal festival de arte da luz sustentável da Ásia, mais de 20 instalações se estendem pela orla a cada primavera. Como o evento coincide com o Dia da Terra, as luzes do festival são temporariamente desligadas. A campanha de redução do consumo de energia elétrica acompanha o evento com o objetivo de compensar o consumo de energia do evento, incentivando as pessoas a deligarem as luzes quando não estão sendo usadas, e a aumentar a temperatura do ar condicionado.

Website oficial: http://www.ilightmarinabay.sg/


Sydney, Austrália

E por fim chegamos na Austrália para a Vivid Sydney, um evento que começou com um festival de luz inteligente em 2009, promovendo a eficiência energética e redução da luz intrusiva na atmosfera noturna. Realizado em maio e junho, o festival inclui agora projeções em alguns dos edifícios e pontes mais famosos da cidade, como a Opera House.

Website oficial: http://www.vividsydney.com/